Histórico

2000px-Logotipo_IFET.svgA ExpoCANP é uma exposição de trabalhos e projetos dos alunos do IFRJ campus Nilo Peçanha – Pinheiral. Idealizada em 1998 pelo veterinário Jorginho e os professores Cristiane e Aníbal, a exposição tinha como intuito inicial unir, em uma semana, diversas atividades diferentes daquelas praticadas nas salas de aula e minimizar os prejuízos no calendário escolar, concentrando todos os eventos menores em 6 dias. Desde então, estas atividades compõem o calendário escolar do terceiro bimestre, e fazem parte das notas de todos os alunos em quaisquer disciplinas. Com cursos, minicursos, palestras e atividades culturais, técnicas e esportivas dos alunos e professores, em 1999 surgiu a primeira Expo do então Colégio Agrícola Nilo Peçanha, a ExpoCANP. Segundo a professora Cristiane Oliveira, o objetivo da ExpoCANP sempre foi acadêmico, mas também social, no sentido de gerar a integração entre os alunos, troca de experiências e conteúdos, principalmente com a chegada dos cursos de Meio Ambiente, Agroindústria, Secretariado (Administração) e Informática. DSC01901De certa forma, a exposição também é uma atividade de extensão, com o objetivo de mostrar à sociedade e comunidade externa e interna, como as escolas de Pinheiral, visitantes, pais e alunos, o que se faz dentro do campus, o que os alunos são capazes de fazer. De acordo com o servidor Adilson, a ExpoCANP sempre foi uma forma de incentivar os alunos e apresentar a eles diferentes formas de conhecimento. Desde o início, a ExpoCANP contou com a participação em massa dos alunos. Com o tempo, os estudantes acabaram se afastando das reuniões preparatórias para o evento, pois os horários mudaram, outros cursos chegaram, professores novos começaram a entrar… Mas uma das maiores mudanças foi o caráter das apresentações, que, atualmente, tem sua maioria baseada em projetos de pesquisa e não mais puramente de ensino, repetição de atividades da sala de aula.

divulgação_ifrj_(2)Como resultado dos editais que foram surgindo para bolsas de pesquisa, os alunos foram deixando de fazer trabalhos apenas demonstrativos, de atividades da escola, de trabalhos relacionados às disciplinas e passaram também a apresentar trabalhos com base mais científica, no formato de painel, de banner, num formato que a gente observa nos congressos das diferentes áreas de estudo.”, contou-nos o professor e ex-diretor Carlos Eduardo Gabriel Menezes. A participação das escolas do município de Pinheiral foi perdida com o passar dos anos. Antes, via-se desde crianças do pré-escolar até os alunos do Ensino Médio conhecendo um pouco daquilo que era trabalhado dentro de nossa escola. Um grande desafio aos alunos que apresentavam os trabalhos era fazer todos os públicos entenderem os seus projetos e trabalhos: crianças, adolescentes, adultos, pais ou professores. Há também atividades que, ao longo do tempo, foram perdidas dentro da semana acadêmica da ExpoCANP, como a realização de um festival de música regional, com a participação de pessoas de vários municípios diferentes e até de outros estados. Jurados eram contatados e o Colégio Agrícola fazia três noites de festa: duas eliminatórias e uma final. “Imaginem a festa junina. DSC01865Eram três noites de festa junina, porque eram três noites de festival: duas eliminatórias e a última que era final. Era muita loucura! Não sei onde a gente estava com a cabeça de inventar isso, mas era muito legal.“, contou-nos entre risos a professora Cristiane Oliveira. Para os professores Cristiane e Carlos Eduardo, é extremamente gratificante observar o empenho dos alunos em apresentar e conhecer os assuntos, mesmo aqueles alunos de difícil convívio na sala de aula. A exposição só tem a crescer, mesmo com as mudanças na visão de trabalho, que são inevitáveis, mas com a integração entre cursos e a troca de experiências, que sempre serão os maiores legados deixados por estas semanas.

Texto escrito por 
11922975_865520413531422_1957329803_nAlessandro da Silva Landin Jr.
Aluno do IFRJ (TI 305)

11934060_865520410198089_2108628251_n

Mariana Vieira Palmeira
Aluno do IFRJ (TI 305)

Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina.ConfúncioFilósofo,
Os ignorantes, que acham que sabem tudo, privam-se de um dos maiores prazeres da vida: aprender.Anônimo,
Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.Cora CoralinaPoetisa,
Aprenda como se você fosse viver para sempre. Viva como se você fosse morrer amanhã.Mahatma GandhiFilósofo,
Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Fazer é demonstrar que você o sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você.Richard BachEscritor,